Transcidadania

Publicado dia 19/09/2016

Elaborado e executado pelas secretarias de Direitos Humanos, Educação, Saúde, Assistência Social, Trabalho e Mulheres da Prefeitura de São Paulo, o programa Transcidadania aborda a questão da evasão escolar precoce de homens e mulheres trans. Enfrentando diversos níveis de preconceito desde cedo, estas populações são amplamente afetadas pela evasão escolar e acabam conseguindo se sustentar com empregos e bicos informais.

Para combater essa realidade, o programa prevê uma formação cidadã ampla, capacitação profissional, a possibilidade de completar os ensinos fundamentais e médio, uma bolsa de 900 reais por mês e a inclusão em serviços de saúde, moradia e assistência social. No primeiro ano (2015), foram 38 formandas/os e para o segundo (2016), serão mais de 200 transsexuais contemplados/as.

A situação de extrema vulnerabilidade destas populações é enfrentada de maneira intersetorial, que visa garantir atenção integral aos direitos historicamente negligenciados aos homens e mulheres transsexuais e travestis.